Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

Bruckner confessou à ex-namorada que estava perto do local onde Maddie desapareceu

Predador é apontado pelas autoridades alemãs como o principal suspeito do rapto da menina inglesa.
André Cruz e João Carlos Rodrigues 7 de Novembro de 2021 às 10:30
A carregar o vídeo ...
Bruckner confessou à ex-namorada que estava perto do local onde Maddie desapareceu
Christian Brueckner, apontado pelas autoridades alemãs como o principal suspeito do rapto de Madeleine McCann, confessou à ex-namorada que estava perto do local onde a menina inglesa desapareceu, em 2007, no Algarve.

Nakscije Miftari recordou, em entrevista ao Daily Mail, que Brueckner tinha mantido o silêncio quando o tema do desaparecimento de Maddie surgiu, durante uma festa, em 2014, na Alemanha.

"Lembro-me que ele não respondeu à pergunta. Quando todos saíram, perguntei sobre a Maddie uma vez que eu não sabia nada sobre ela", disse.

"Ele disse: 'Eu sei sobre a Maddie, estava perto do hotel naquela altura. Vivia naquela zona na altura. Não vou dizer mais nada. Não sou estúpido, sou um homem de negócios'", acrescentou.

Nakscije já testemunhou diante das autoridades alemãs, que procuram reunir provas de que Brueckner raptou a criança na Praia da Luz, no Algarve. Esta revelação é a primeira tornada pública em que o predador alemão confessa que esteve no local do crime. 

A antiga namorada de Brueckner acusa-o de ser violento e controlador. Conheceram-se em 2013, quando tinha apenas 17 anos e Brueckner 35. Ao fim de cerca de um ano de relação, descobriu conteúdos de pornografia infantil no telemóvel e computador do alemão, que a agrediu após ser confrontado.

"Caí das escadas e estive inconsciente por volta de 10 minutos", disse.

Nakscije denunciou-o à polícia, que encontrou 391 fotografias e 68 vídeos de pornografia infantil, entre os quais imagens em que Brueckner abusa da filha, de apenas cinco anos, de outra antiga companheira.

Christian Brueckner foi detido em 2017. Desde junho de 2020, as autoridades germânicas apontam o predador alemão como principal suspeito do desaparecimento de Maddie, em 2007, no Algarve, mas este nega qualquer envolvimento no caso, recusando falar perante os procuradores.
Ver comentários