Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
3

Cabeceiras de Basto vai ter aeródromo

A Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto e o Regimento de Engenharia de Espinho assinaram um protocolo de colaboração que visa a execução da terceira e última fase de terraplanagens da pista de aeronaves de Abadim.
8 de Abril de 2007 às 00:00
O primeiro objectivo desta pista é o de apoiar o combate aos incêndios florestais, já que numa grande mancha florestal, que se estende entre Braga e o Parque Natural do Alvão, não existe qualquer infra-estrutura desta natureza.
Esta pista vai assim, já no próximo Verão, servir de ponto de apoio no combate aos fogos nos concelhos de Cabeceiras de Basto, Vieira do Minho, Montalegre, Mondim de Basto, Ribeira de Pena, Fafe e Celorico de Basto.
Com cerca de um quilómetro de extensão e 60 metros de largura, esta pista de Cabeceiras vai permitir o levantamento e aterragem de aeronaves de pequena e média dimensão, em que se incluem todos os aviões que, este ano, participarão no combate aos fogos em Portugal.
Mas a autarquia cabeceirense pretende também que o futuro aeródromo proporcione um incremento ao turismo regional, já que vai permitir também o tráfego de aeronaves de recreio.
A oferta hoteleira e o património natural e construído são os grandes atractivos deste município.
Ver comentários