Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
3

Comerciante chinês impede mulher de origem africana de entrar em loja

Mulher que foi impedida de entrar na loja é portuguesa, natural de Lisboa, com ascendência africana. Comerciante foi identificado por racismo.
Isabel Jordão 8 de Agosto de 2020 às 01:30
Comerciante identificado por racismo no Entroncamento
Comerciante identificado por racismo no Entroncamento FOTO: Direitos Reservados
Um comerciante de nacionalidade chinesa foi identificado pela PSP, no Entroncamento, por negar a entrada na loja a uma mulher de origem africana, alegando que “os pretos roubam”.

Segundo apurou o CM, a PSP foi chamada à loja pelas 18h45 de quarta-feira e à chegada da patrulha o comerciante “corroborou a lesada” e disse que “preto não entra na loja porque rouba”.

Por estar em causa um crime público, contra a identidade cultural, foi feito um auto de noticia, que seguiu para o Ministério Público do Entroncamento, para instauração de processo-crime.

A mulher que foi impedida de entrar na loja é portuguesa, natural de Lisboa, com ascendência africana.

Entroncamento PSP questões sociais crime lei e justiça racismo
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)