Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

Condenado a seis anos de prisão antigo chefe das Finanças de Gaia

Arguido cometeu vários atos de corrupção a troco de bilhetes para jogos do FC Porto, vinho, pneus e refeições.
Ana Isabel Fonseca 6 de Março de 2021 às 09:15
Decisão do Tribunal da Relação
Decisão do Tribunal da Relação FOTO: Getty Images
O Tribunal da Relação do Porto confirmou a pena de seis anos de prisão efetiva para um antigo chefe das Finanças de Vila Nova de Gaia, que cometeu vários atos de corrupção a troco de bilhetes para jogos do FC Porto, vinho, pneus e refeições. Outros 14 arguidos foram também punidos com penas suspensas entre um ano e meio e três anos. Já sete empresas apanharam penas de multa.

Os juízes desembargadores confirmaram na íntegra o acórdão de 1ª instância, que tinha sido proferido pelo Tribunal de São João Novo, no Porto. Deram como provado que, entre 2015 e 2018, o antigo chefe das Finanças - que se encontra já na cadeia - recebeu dinheiro ou outras compensações para favorecer vários contribuintes. Tratava-se de pessoas com problemas de dívidas e penhoras nas Finanças. O técnico também deu informações sigilosas.

Relativamente ao antigo chefe das Finanças foi declarado perdido a favor do Estado um montante total de 118 mil euros. Já uma outra arguida terá que devolver 109 mil euros.

Tribunal da Relação do Porto FC Porto Porto crime lei e justiça crime económico
Ver comentários