Sub-categorias

Notícia

Conferência CM sobre incêndios florestais: "Nem mais uma morte"

Fogos que mataram 115 pessoas foram alvo de análise na Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro.
Por Luís Oliveira|16.05.18
  • partilhe
  • 0
  • +
"Não aceitamos nem mais uma morte por incúria das pessoas responsáveis", disse Octávio Ribeiro, diretor-geral do CM e da CMTV, na primeira conferência ‘CM Não Esquece! Juntos Contra os Incêndios’, realizada ontem na Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, em Vila Real.

A falta de prevenção de incêndios, as falhas no combate, o desordenamento do território e a ausência de investimento e defesa da floresta foram causas apontadas para os fogos florestais que causaram a morte de 115 pessoas e a destruição de mais de 1500 habitações e empresas em 2017. Mas existe uma causa mais profunda. "A baixa natalidade, tsunami silencioso que há muitos anos atinge o nosso País, desertificou um Interior cada vez mais esquecido pelo poder central. São necessárias respostas estruturais para proteger o interior do flagelo das chamas", disse Octávio Ribeiro.

Fontainhas Fernandes, reitor da UTAD, elogiou a iniciativa e realçou que o problema resulta "de políticas de um País que vive em duas realidades distintas". "Portugal é um país assimétrico em que o Interior é claramente prejudicado", disse, reconhecendo "uma clara falta de aposta na inovação e investigação para a defesa da floresta e prevenção dos incêndios".

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!