Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal

Confessa morte do pai após anos de terror. Mãe ajudou-o a esconder o corpo

Viúva ajudou a esconder corpo e relatou casamento violento com agressões aos filhos.
Liliana Rodrigues e Fátima Vilaça 13 de Fevereiro de 2020 às 08:50
Mãe e filho chegaram de mãos dadas ao tribunal
Jovem que matou o pai em Vila Verde
Mãe e filho chegaram de mãos dadas ao tribunal
Jovem que matou o pai em Vila Verde
Mãe e filho chegaram de mãos dadas ao tribunal
Jovem que matou o pai em Vila Verde
"Ia assustá-lo, ele reagiu, calhei de carregar no gatilho e disparou." José Miguel Costa, de 22 anos, recordou esta quarta-feira ao Tribunal de Braga o momento em que matou o pai, António Costa, em Moure, Vila Verde, em outubro de 2017. 

Durante mais uma discussão, devido a um trator avariado, lembrou que foi insultado pelo progenitor e ameaçado de morte.

"Fui a casa buscar a arma para o assustar. Ao ver-me, baixou-se para pegar num ferro e disse que me ia matar", lembrou o arguido, acusado de homicídio simples agravado. A mãe também é arguida por ter ajudado o filho a esconder o corpo do empresário, simulando o desaparecimento.

"Foi um casamento sempre de levar, e os filhos igual. Um ou outro ia ter que morrer, ia ser um ou outro", relatou Ana Júlia Ferreira, considerando que o filho "não queria fazer aquilo mas, com o desespero, aconteceu".

"Quando eu tentava defender a minha mãe, também levava. Foi desde sempre muito difícil conviver com o meu pai. E quando estava com o álcool, ainda era pior", relatou o jovem homicida.

O Ministério Público pediu a condenação de mãe e filho, mas sublinhou que ambos devem ter como atenuantes o facto de terem confessado o crime e o clima familiar em que viviam. Já Artur Marques, advogado do arguido, defende que deve ser condenado por homicídio privilegiado numa pena inferior a cinco anos e suspensa.

A decisão é conhecida no próximo dia 6 de março.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)