Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
6

Confirmados 336 casos positivos de Covid-19 entre reclusos e trabalhadores ligados às prisões

DGRSP diz também que há 295 reclusos clinicamente recuperados.
Lusa 26 de Novembro de 2020 às 19:55
Prisão
Prisão FOTO: Alexandre Azevedo
A Direção-Geral de Reinserção e Serviços Prisionais (DGRSP) contabilizou hoje 336 casos positivos ao novo coronavírus entre reclusos (259), trabalhadores do quadro(67) e de empresas externas (10), não havendo casos nos Centros Educativos.

Segundo adianta em comunicado a DGRSP, num universo de cerca de 20 mil pessoas ligadas ao meio prisional e de reinserção, registam-se 259 casos ativos em reclusos (que são no total 11.226).

A DGRSP diz também que há 295 reclusos clinicamente recuperados, estando ainda as duas crianças, filhas de reclusas do Estabelecimento Prisional de Tires, clinicamente recuperadas.

Quanto aos jovens internados em Centros Educativos, não há caso ativos a registar, sendo de quatro o número de casos considerados recuperados.

Em relação aos trabalhadores do quadro da DGRSP, a cifra de casos ativos é de 67, enquanto nos trabalhadores de empresas externas de serviços à DGRSP o número baixa para 10.

O conjunto de trabalhadores clinicamente recuperados é, de acordo com a DGRSP, de 154.

Num plano mais específico, a DGRSP refere que no Estabelecimento Prisional de Tires foram hoje clinicamente avaliadas as 127 reclusas que tinham a doença covid-19.

Desta avaliação - indicam os Serviços Prisionais - resultou ter sido dada alta clínica a 110 reclusas.

"Nesta medida, a população prisional do Estabelecimento Prisional de Tires, com exceção das 17 reclusas que ainda não tiveram alta clínica, foi desconfinada", esclarece a DGRSP, dirigida por Rómulo Mateus.

Paralelamente, os dados relativos aos casos de covid-19 nos Estabelecimentos Prisionais de Izeda (Bragança), Guimarães, Lisboa e no Faro "mantêm-se inalterados".

Neste conjunto de estabelecimentos prisionais continuam suspensas as atividades de formação escolar e profissional e de trabalho, bem como as visitas, com exceção das dos advogados.

Os reclusos, a quem são diariamente entregues máscaras e se encontram sob acompanhamento clínico, mantêm o direito legalmente consagrado a recreio a céu aberto e a telefonar.

Feito este balanço diário, a DGRSP manifesta "satisfação com a evolução muito positiva" do surto ocorrido no Estabelecimento Prisional de Tires, a qual permite antever a sua resolução a breve prazo.

Esta direção-geral, tutelada pelo Ministério da Justiça, reitera, mais uma vez, a sua "confiança nos planos de contingência que, em estreita articulação com a saúde publica, delineou e vem a aplicar e reconhece o esforço e dedicação dos seus trabalhadores".

Ver comentários