Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
7

Corpo de Giovani Rodrigues recebido com emoção na chegada a Cabo Verde

Jovem foi assassinado em Bragança na sequência de uma rixa num estabelecimento de diversão noturna.
Correio da Manhã 17 de Janeiro de 2020 às 13:19
Corpo de Giovani Rodrigues recebido com emoção na chegada à Cabo Verde
Corpo de Giovani Rodrigues recebido com emoção na chegada à Cabo Verde
Corpo de Giovani Rodrigues recebido com emoção na chegada à Cabo Verde
Corpo de Giovani Rodrigues recebido com emoção na chegada à Cabo Verde
Corpo de Giovani Rodrigues recebido com emoção na chegada à Cabo Verde
Corpo de Giovani Rodrigues recebido com emoção na chegada à Cabo Verde
Corpo de Giovani Rodrigues recebido com emoção na chegada à Cabo Verde
Corpo de Giovani Rodrigues recebido com emoção na chegada à Cabo Verde
Corpo de Giovani Rodrigues recebido com emoção na chegada à Cabo Verde
O corpo de Giovani Rodrigues, jovem cabo-verdiano assassinado em Bragança, chegou à Ilha do Fogo na passada segunda-feira.

De acordo com a TVC - Televisão de Cabo Verde, a urna do jovem foi recebida com muita emoção por familiares e amigos, numa cerimónia que contou ainda com os presidentes das Câmaras de São Filipe e de Mosteiros, assim como os párocos dos dois concelhos.

O caixão foi transportado por escuteiros e contou com a presença dos integrantes da banda à qual pertencia, a Beatz Boys, que reúne jovens formados pela paróquia de Nossa Senhora da Ajuda e artistas oriundos do agrupamento De Martins, em Cabo Verde.



O corpo foi transportado para a Delegação de Saúde dos Mosteiros. Esta sexta-feira, será movido para casa de familiares para a realização de uma vigília. O funeral está agendado para as 10h00 de sábado (11h00 em Lisboa) e contará com a presença do presidente do Instituto Politécnico de Bragança, onde Giovani estava a estudar no primeiro ano do curso de Design de Jogos Digitais.

Esta sexta-feira, foi anunciada a detenção de cinco suspeitos da morte do jovem cabo-verdiano. Luís Neves, diretor nacional da PJ, a partir do Departamento de Investigação Criminal de Vila Real, revelou que a morte de Giovani foi causada por "motivos fúteis" de uma desavença ocorrida num espaço público e os detidos foram indiciados por homicídio qualificado". Segundo o diretor da PJ, os detidos não têm antecedentes criminais.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)