Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

Descarga de haxixe travada com tiros em Portimão

Polícia Judiciária sabia que estava iminente uma descarga de droga na região.
Rui Pando Gomes 5 de Fevereiro de 2020 às 08:47
59 fardos de haxixe foram apreendidos ainda na praia do Alemão e dentro de uma carrinha de matricula espanhola
59 fardos de haxixe foram apreendidos ainda na praia do Alemão e dentro de uma carrinha de matricula espanhola FOTO: Nuno Alfarrobinha
Cerca de duas toneladas de haxixe foram apreendidas pela Unidade de Controlo Costeiro (UCC) da GNR e Polícia Judiciária (PJ) após uma descarga na praia do Alemão, em Portimão. Oito portugueses e dois romenos foram detidos durante uma operação que obrigou os militares da GNR a disparar vários tiros para travar a fuga de uma das viaturas.

A descarga de uma grande quantidade de droga na costa algarvia estava iminente e a PJ só precisava de saber qual o local exato e a hora. Pediu apoio à UCC da GNR que detetou, na noite de segunda-feira, a embarcação suspeita a aproximar-se da praia do Alemão, em Portimão, através do sistema de vigilância da costa com visão noturna. "Detetámos a embarcação a navegar em direção à praia e acionámos os nossos meios marítimos e terrestres. Conseguimos intercetar dez indivíduos e algumas viaturas já carregadas com fardos", explicou o comandante da UCC no Algarve Nuno Marinho.

A descarga ocorreu junto à casa de férias do antigo Presidente da República Mário Soares. Uma carrinha de matricula espanhola já carregada tentou fugir e obrigou os militares a fazerem disparos de intimidação. Uma outra viatura conseguiu fugir. Um dos suspeitos ficou ferido numa perna.

O diretor da PJ do Sul, António Madureira, garante que o grupo "já estava a ser investigado há um ano e meio". Os detidos são oito portugueses e dois romenos. Um deles, sabe o CM, tem ligações a um grupo motard.
Ver comentários