Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

Despiste de jipe mata reformado da GNR em Macedo de Cavaleiros

Raúl Santos era também caçador. Não resistiu aos ferimentos.
Patrícia Moura Pinto 13 de Janeiro de 2020 às 08:46
Socorro ao veículo sinistrado foi muito difícil já que o jipe circulava numa zona de serra, longe das vias de comunicação
Socorro ao veículo sinistrado foi muito difícil já que o jipe circulava numa zona de serra, longe das vias de comunicação FOTO: Leandro Coutinho
Um homem morreu e outro ficou ferido, ao final da manhã deste domingo, depois do jipe em que seguiam se ter despistado junto à localidade de Arcas, Macedo de Cavaleiros.

Raúl Santos, a vítima mortal do acidente, tinha 50 anos de idade e era um militar da GNR aposentado. Segundo apurou o CM, seguia no lugar do pendura e, quando o jipe capotou, ficou debaixo da viatura. O condutor do veículo, um homem também com cerca de 50 anos, sofreu ferimentos ligeiros e foi transportado para o hospital de Macedo de Cavaleiros.  


Segundo João Venceslau, Comandante dos Bombeiros de Macedo de Cavaleiros, "quando os meios chegaram ao local, o antigo militar da GNR já se encontrava em paragem cardiorrespiratória". Ainda foi ativada a equipa médica e o helicóptero do INEM estacionado na cidade, mas, após várias manobras de reanimação, o óbito foi declarado no local.

Os dois amigos, naturais do concelho de Bragança, andavam à caça quando, por motivos ainda desconhecidos, o jipe em que se deslocavam despistou-se e capotou numa zona montanhosa e de difícil acesso, junto à aldeia de Arcas. O corpo da vítima mortal foi transportado para o Instituto de Medicina Legal de Bragança onde será autopsiado.

No local estiveram os Bombeiros de Macedo de Cavaleiros, a ambulância de Suporte Imediato de Vida de Mirandela, a equipa da Viatura Médica de Emergência e Reanimação do INEM e a GNR de Macedo, que agora investiga as causas do despiste mortal.
GNR Cavaleiros Macedo de Cavaleiros Arcas INEM acidentes e desastres caso de emergência
Ver comentários