Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
3

Despiste mortal

O jovem de 23 anos que morreu quinta-feira quando a viatura se despistou em Peroviseu, Fundão, não tinha carta de condução e conduzia sem cinto de segurança. Tiago Nogueira circularia em excesso de velocidade, depois de ter estado num café de onde saiu ao encontro da namorada.

24 de Setembro de 2011 às 01:00
Tiago Nogueira era tractorista em quintas, apesar de não ter carta. Morreu quando o carro que conduzia se despistou. Excesso de velocidade pode explicar acidente violento
Tiago Nogueira era tractorista em quintas, apesar de não ter carta. Morreu quando o carro que conduzia se despistou. Excesso de velocidade pode explicar acidente violento FOTO: Edgar Martins

O jovem perdeu o controlo do Renault Clio em que circulava, à saída de Peroviseu, segundo uma testemunha, "ao despique com outro carro". Ao desfazer uma curva, derrapou no asfalto e foi embater de forma violenta no muro de uma casa, capotando de seguida.

Tiago Nogueira, que trabalhava como tractorista, foi projectado para o lugar do pendura e teve de ser desencarcerado. Foi transportado em estado muito grave para o Hospital da Covilhã, onde acabou por morrer devido a inúmeros traumatismos.

"Tiago nem era muito amigo de bebidas alcoólicas. Normalmente pedia refrigerantes", conta um vizinho. Na noite de quinta-feira, diz a testemunha, o jovem esteve a beber com um grupo de amigos no Café Central da aldeia. Saiu pelas 23h30 ao encontro da namorada. Passados 10 minutos e três quilómetros sofreu o acidente. Na aldeia, viram-no passar e moradores garantem que estava "picado com outro carro". Aquele pôs-se em fuga depois do acidente. "O carro do Tiago [que pertencia à namorada] tem sinais de ter levado uma pancada por trás, que o terá feito despistar", adianta um familiar. No local do acidente eram visíveis marcas de pneus de dois carros. As marcas da derrapagem da viatura da vítima e as de uma travagem longa em linha recta.

Os bombeiros do Fundão prestaram socorro à vítima do acidente, que está a ser investigado pela GNR.

FUNDÃO MORTE ÓBITO ACIDENTE DESPISTE
Ver comentários