Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

Dez mil cabras e ovelhas ajudam a travar incêndios no País

Governo está a dar apoio a pastores para colocarem rebanhos em áreas de risco.
José Carlos Eusébio 3 de Setembro de 2019 às 08:26
A carregar o vídeo ...
Governo está a dar apoio a pastores para colocarem rebanhos em áreas de risco.
Mais de 10 mil cabras e ovelhas estão a ajudar a prevenir fogos no País. Os animais pastam em zonas de risco de incêndios, limpando os terrenos de vegetação, no âmbito de um programa implementado no ano passado pelo Governo. Está previsto que o número de cabras sapadoras possa duplicar até 2022.

"O programa abrange 42 rebanhos, com sete mil cabras e três mil ovelhas, gerindo uma área de três mil hectares em 26 concelhos do País", refere ao CM Miguel Freitas, secretário de Estado das Florestas e do Desenvolvimento Rural. O Estado dá um apoio de "125 euros por hectare para a instalação do rebanho e 25 euros por hectare para a manutenção" da limpeza dos terrenos.

O governante realça que o "objetivo é chegar ao fim deste programa de cinco anos com 20 mil animais e cinco mil hectares de área gerida". A verba disponibilizada pelo Governo deverá aumentar dos atuais 480 mil euros para o dobro.

Leonel Pereira, de 49 anos, tem um rebanho de 150 cabras da raça autóctone algarvia que pastam junto à aldeia de Vermelhos (Loulé), na serra do Caldeirão. Os animais limpam terrenos numa zona de elevado risco que foi palco de um grande fogo em 2004. Por este trabalho, que custaria milhares de euros se fosse feito por máquinas, o pastor recebe cerca de 900 euros por ano do Estado.

"A vegetação nem tem 10 centímetros de altura, pelo que é fácil dominar o fogo", diz Leonel Pereira, que considera, no entanto, que "não é com este estímulo que as pessoas vão arranjar ou ter um rebanho".

SAIBA MAIS
Concurso
As cabras sapadoras visam a manutenção das redes primárias de defesa da floresta contra incêndios. Em breve será aberto um novo concurso para candidaturas, que irá alargar o leque de apoios concedidos.

1
milhão de euros é o valor que o Governo prevê gastar no final deste programa de cinco anos, duplicando o valor investido atualmente. Quer ainda envolver os municípios na iniciativa.

Rebanho com GPS
"Já existe no norte do País um grande rebanho com mecanismos de GPS que permitem saber exatamente onde os animais estão", revela o secretário de Estado das Florestas e Desenvolvimento Rural.
País Governo Leonel Pereira GPS questões sociais agricultura e pescas agricultura e pescas
Ver comentários