Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

Dezenas de ovelhas e cabras envenenadas em Olhão

Proprietários têm prejuízos de milhares de euros.
Tiago Griff 9 de Julho de 2018 às 08:57
José Soares já enterrou 19 cabras desde novembro e tem mais três animais “à espera de morrer”
Ovelhas
José Soares já enterrou 19 cabras desde novembro e tem mais três animais “à espera de morrer”
Ovelhas
José Soares já enterrou 19 cabras desde novembro e tem mais três animais “à espera de morrer”
Ovelhas
Dezenas de ovelhas e cabras têm morrido envenenadas em várias localidades do interior do Concelho de Olhão. Os proprietários têm prejuízos de milhares de euros.

A situação tem sido recorrente nos últimos anos, mas intensificou-se no final de 2017. Dezenas de animais, na sua maioria cabras e ovelhas, nas zonas da Jordana, Pereiro e Moncarapacho, têm morrido depois de terem pastado. A suspeita recai sobre envenenamento.

"Deitam o herbicida nos caminhos públicos por onde passamos com o gado, que come a erva envenenada e começa a ficar doente. Ainda aguentam entre um e cinco meses, mas morrem todos e não há solução", revela ao CM José Soares, um dos criadores afetados na zona da Jordana.

Para além de ficar sem os animais, cujo preço por cabeça ronda os 125 euros, perdeu também a rentabilidade que estes lhe dariam, com o leite e eventuais crias. Um prejuízo que calcula já em milhares de euros. "Desde novembro já enterrei 19 cabras e agora tenho mais três à espera de morrer", acrescenta o criador de gado.

O caso já foi comunicado à junta de freguesia local e à GNR mas, por haver falta de provas de quem poderá andar a espalhar o herbicida, a situação tem passado impune.
Concelho de Olhão GNR agricultura e pescas pecuária envenenamento
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)