Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
2

Discussão sobre cão leva homem a atropelar padrasto e enteado em Gaia

Jovem de 15 anos e padrasto colhidos após discussão sobre a raça do animal. Condutor está em fuga.
Ana Silva Monteiro e Rui Marques 6 de Agosto de 2019 às 01:30
A carregar o vídeo ...
Discussão sobre cão leva homem a atropelar padrasto e enteado em Gaia
Uma discussão por causa de um cão poderá estar na origem de um atropelamento esta segunda-feira de manhã em Vila Nova de Gaia. Um homem, de 43 anos, e o enteado, de 15, foram colhidos pelas 06h50, na avenida Gomes Júnior, na Madalena, por um carro conduzido por um homem com quem tinham discutido momentos antes.

As vítimas sofreram ferimentos ligeiros e foram hospitalizadas. O caso está a ser tratado como tentativa de homicídio e a ser investigado pela Polícia Judiciária. O agressor está em fuga.

A discussão aconteceu quando as duas vítimas encontraram na rua o agressor que passeava o animal. " Fui buscar o meu enteado e dois colegas no final de uma festa que se realizou na praia. Vínhamos pelo caminho e os miúdos viram o cão e começaram a tentar adivinhar qual a raça do animal. Para acabar com isso, perguntei ao dono. Parece que não gostou e começou a ser mal-educado e a atiçar o cão para nos fazer mal. Fui para casa, mas decidi sair novamente para fazer queixa dele às autoridades. Estava com o meu enteado quando fomos atropelados por ele", explicou ao CM Paulo, uma das vítimas.

O agressor, que entretanto tinha ido buscar o carro a casa, colheu as vítimas que estavam no passeio. Os dois homens foram socorridos no local pelos Bombeiros de Coimbrões e levadas para o Hospital de São João, no Porto. Os dois receberam alta hospitalar ainda esta segunda-feira.

"Ficámos com algumas marcas no corpo, o meu enteado com um braço partido até porque a pancada foi forte. Nunca tinha falado com esse homem na vida. Ele passeia várias vezes o cão nesta zona, mas nunca conversámos", contou a vítima.

A PSP também esteve no local e no hospital, onde falou com o homem e com o jovem. Por se tratar de uma tentativa de homicídio, o caso foi entregue à Polícia Judiciária.

PORMENORES
Popular alerta
O alerta chegou às autoridades pelas 06h50. Apesar de àquela hora poucas pessoas passarem na avenida, foi um popular quem ligou para os bombeiros a dar conta da situação. Foram as vítimas que explicaram às autoridades o que tinha acontecido.

Vítimas já tiveram alta
Apesar de terem sofrido ferimentos considerados ligeiros, o homem, de 43 anos, e o enteado de 15 foram transportados para o Hospital do São João, no Porto, e não para o hospital da cidade, já que uma das vítimas é menor. Os dois feridos já tiveram alta clínica.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)