Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
7

Prisão preventiva para homem que matou ex-companheira e namorado em Amarante

Joaquim Almeida foi capturado pela PJ em Felgueiras. Veja as imagens exclusivas da detenção.
6 de Junho de 2019 às 14:30
Joaquim Almeida ficou em prisão preventiva após matar a ex-amante e o companheiro
Joaquim Almeida ficou em prisão preventiva após matar a ex-amante e o companheiro
Joaquim Almeida ficou em prisão preventiva após matar a ex-amante e o companheiro
Joaquim Almeida ficou em prisão preventiva após matar a ex-amante e o companheiro
Joaquim Almeida ficou em prisão preventiva após matar a ex-amante e o companheiro
Joaquim Almeida ficou em prisão preventiva após matar a ex-amante e o companheiro
Joaquim Almeida ficou em prisão preventiva após matar a ex-amante e o companheiro
Joaquim Almeida ficou em prisão preventiva após matar a ex-amante e o companheiro
Joaquim Almeida ficou em prisão preventiva após matar a ex-amante e o companheiro
Joaquim Almeida ficou em prisão preventiva após matar a ex-amante e o companheiro
Joaquim Almeida ficou em prisão preventiva após matar a ex-amante e o companheiro
Joaquim Almeida ficou em prisão preventiva após matar a ex-amante e o companheiro
Joaquim Almeida ficou em prisão preventiva após matar a ex-amante e o companheiro
Joaquim Almeida ficou em prisão preventiva após matar a ex-amante e o companheiro
Joaquim Almeida ficou em prisão preventiva após matar a ex-amante e o companheiro
Joaquim Almeida ficou em prisão preventiva após matar a ex-amante e o companheiro
Joaquim Almeida ficou em prisão preventiva após matar a ex-amante e o companheiro
Joaquim Almeida ficou em prisão preventiva após matar a ex-amante e o companheiro
O tribunal aplicou, esta quinta-feira, a medida de coação de prisão preventiva a Joaquim Almeida, supeito do homicídio da ex-namorada e do atual companheiro desta.

O homem foi presente a tribunal esta tarde, para primeiro interrogatório, após ter sido detido pela Polícia Judicária, em Felgueiras, na quarta-feira de manhã. O Correio da Manhã revelou imagens exclusivas da captura do alegado homicida.

O suspeito de duplo homicídio esteve a monte oito dias (desde terça-feira passada) depois de alegadamente ter matado a tiro a ex-amante, Sónia Leite, e o seu atual companheiro, Joaquim Vaz, em Amarante.

Os ciúmes terão levado o empresário, de 48 anos, a matar a tiro a ex-companheira, de 38, e o atual namorado desta, de 46, quando ambos estavam numa carrinha, à porta de uma pastelaria, em São Gens, Amarante, no dia 28 de maio.

O relacionamento entre o homicida e Sónia Leite já teria terminado há mais de um ano, mas o agressor nunca terá conseguido lidar bem com o facto de ela ter iniciado a relação com Joaquim Vaz, o dono do estabelecimento onde ela também trabalhava. 


Amarante Joaquim Almeida PJ crime lei e justiça punição / sentença
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)