Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
2

Eletrocutado ao arranjar candeeiro

Um homem de 51 anos morreu ontem vítima de uma descarga elétrica quando arranjava um candeeiro, em Arouca.
29 de Julho de 2013 às 01:00

Carlos Justino Matos, residente no Porto, estava com a mulher na sua casa de férias, na freguesia de Mansores, quando tudo aconteceu. O homem, que era funcionário da PT, preparava-se para compor os candeeiros que estavam no jardim de casa e tinham os fios elétricos soltos.

Ao arranjar o primeiro candeeiro, sofreu uma descarga elétrica fatal. Foi a mulher que encontrou o marido, caído no jardim e ligou de imediato para a GNR. Os militares apuraram que se tinha tratado de um acidente, uma vez que foi perto da piscina e depois de ter chovido. Quando os bombeiros de Arouca e uma equipa do INEM chegaram ao local, ainda tentaram reanimar o homem, mas já nada havia a fazer.

O corpo foi levado pelos bombeiros para o Gabinete Médico-Legal do Hospital de Santa Maria da Feira, onde deve ser hoje autopsiado.

AROUCA ELETROCUTADO MORTE ÓBITO
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)