Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal

Emigrante português morto no sofá desde janeiro em França

Homem deixou de ser visto pelos vizinhos, que julgaram que estivesse de visita à família em Portugal.
Sérgio A. Vitorino 23 de Maio de 2020 às 10:12
Polícia francesa
Polícia francesa FOTO: Direitos Reservados
Um emigrante português, de 48 anos, foi encontrado terça-feira morto no interior da casa onde morava, em Lyon, França. Sentado num sofá, rodeado de garrafas de bebidas alcoólicas, estaria morto desde janeiro, quando deixou de ser visto pelos vizinhos, que julgaram que estivesse de visita à família em Portugal. A autópsia não encontrou indícios de crime.

De acordo com a imprensa local, foi necessário que os bombeiros e a polícia arrombassem a porta da casa na localidade de Messimy. O alerta partiu de um agente imobiliário, com quem o homem terá contratado a venda do imóvel. Estranhando a falta de notícias, e com um contrato na mão, o denunciante foi à autarquia local, que por sua vez mobilizou as autoridades.

Depararam-se com o corpo no sofá da sala. O homem vivia sozinho desde que os familiares (tios e primos) regressaram a Portugal. Tinha "hábitos de solitário" e as contas continuaram a ser pagas por débito direto, razões pelas quais ninguém deu pela falta do emigrante, afirma a polícia.
Lyon França Portugal questões sociais demografia emigrantes
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)