Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

Estradas matam oito

A quadra natalícia está, de novo, a ser marcada pela tragédia nas estradas portuguesas. Em três dias de ‘Operação Natal’, a Brigada de Trânsito (BT) da GNR registou 546 acidentes, dos quais resultaram oito mortos, 21 feridos graves e 161 feridos ligeiros, segundo os dados disponíveis à hora de fecho da edição.
24 de Dezembro de 2007 às 00:00
Em 2006 morreram 18 pessoas durante a ‘Operação Natal’, aos quais se somaram mais quatro óbitos durante a ‘Operação Ano Novo’. Ontem os casos mais graves – dos quais resultaram três mortos – registaram-se no Porto, em Coimbra e no Gavião, distrito de Portalegre.
No Alentejo, um despiste de uma viatura ligeira ocorrido na EN244, entre Ponte de Sor e Gavião, provocou a morte a uma jovem de 16 anos e ferimentos ligeiros a um familiar com cerca de 40 anos. No veículo, marca Hyundai, seguiam outras duas pessoas com idades entre os 40 e 50 anos que viajavam em direcção à localidade alentejana de Comendinha para ir passar o Natal a casa de familiares.
Catarina Martins, residente na Margem Sul, ainda foi transportada com vida para o Centro de Saúde de Ponte de Sor, mas não resistiu aos ferimentos.
Outro acidente aparatoso aconteceu na EN10, à entrada de Alverca. Uma colisão entre dois ligeiros, que aconteceu por volta das 10h30 provocou três feridos graves e um ligeiro. O acidente obrigou à mobilização 38 bombeiros e sete veículos, incluindo equipas de desencarceramento.
Também em Lisboa, no Eixo Norte-Sul, às 12h30, um veículo em excesso de velocidade embateu noutro e capotou de seguida, obrigando ao corte da circulação naquela via. O condutor de 30 anos, único ocupante do automóvel, sofreu apenas ferimentos ligeiros.
Em Leiria, um homem ficou ferido com gravidade depois de se despistar na zona da Redinha, Pombal e embater num poste de electricidade, arrancando-o. O acidente ocorreu cercas das 3h00 de ontem. O indivíduo teve perda de conhecimento e foi necessário imobilizá-lo antes de ser transportado aos Hospitais da Universidade de Coimbra.
EXCESSO DE VELOCIDADE IMPERA
Entre as infracções registadas pela Brigada de Trânsito da GNR durante a ‘Operação Viagem Segura’, a mais frequente é o excesso de velocidade. Entre 25 de Novembro e 21 de Dezembro foram ‘apanhados’ 10 328 condutores a circular acima do limite permitido. O valor equivale a 26% do total de infracções detectadas no mesmo período – 38 664. Os dados divulgados pela BT mostram que no mesmo período foi controlada a velocidade a 636 108 veículos.
Ainda no âmbito da ‘Operação Viagem Segura’ foram fiscalizados 243 840 condutores. Destes, 520 foram detidos por excesso de álcool, 363 por falta de habilitação legal e 64 por outros motivos. Em relação ao consumo de estupefacientes, a BT realizou testes em 164 condutores, mas apenas dois deram resultado positivo.
Das restantes infracções detectadas, o destaque vai para os 2078 condutores que não cumpriram as regras dos cintos de segurança e sistemas de retenção.
MENOS DE 900 MORTOS ATÉ FINAL DE 2007
O número total de mortos nas estradas portuguesas até ao final do ano deverá ficar abaixo dos 900, salientou ontem o ministro da Administração Interna. Apesar dos dados que confirmam mais 19 vítimas mortais – até 16 de Dezembro – do que no período homólogo de 2006, Rui Pereira afirmou acreditar que os números finais de 2007 “não serão muito diferentes em relação aos do ano passado”. “Teremos seguramente um número abaixo dos 900, um objectivo que apontámos para 2009 e que já concretizámos no ano passado”, reiterou o ministro. Em 2006 morreram 850 pessoas em acidentes de viação. Rui Pereira salientou ainda que “se os valores forem levemente superiores, essa situação servirá para dar coragem e determinação para continuar a lutar contra a sinistralidade”.
OUTROS CASOS
CHOQUE EM CADEIA NA A1
Anteontem, na zona em obras na A1, entre Santarém e Torres Novas, seis viaturas envolveram-se num acidente, do qual não resultaram quaisquer feridos. O choque provocou grandes congestionamentos, com filas de 11 quilómetros.
A2 CORTADA
A auto-estrada do Sul (A2) esteve cortada ao trânsito entre as 18h35 e as 22h00 de sexta-feira, entre os nós de Aljustrel e Castro Verde, devido a uma colisão entre três viaturas, que causou quatro feridos graves.
IDOSO EM CONTRAMÃO
Um homem de 83 anos andou anteontem seis quilómetros em contramão na A4, entre Paredes e Penafiel, provocando um acidente entre três viaturas.
SEIS FERIDOS NA EN261
Um choque entre uma carrinha e um ligeiro na EN261, em Rio de Moinhos, Aljustrel, provocou seis feridos ligeiros.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)