Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

Estudante portuguesa relata agressões racistas na Polónia: "Estava em pânico"

Linda Pereira descreveu à CMTV os momentos de terror que viveu num bar da região da Silésia, na Polónia.
27 de Dezembro de 2018 às 00:17
A carregar o vídeo ...
Linda Pereira descreveu os momentos de terror que viveu num bar.
Uma estudante portuguesa de origem guineense, Linda Pereira, descreveu esta quarta-feira à noite as agressões com motivação racista de que foi alvo na localidade de Sosnowiec, região polaca da Silésia, contando que ela e os amigos, espanhóis e italianos, foram espancados num bar sem que ninguém os ajudasse.

"Naquele dia, saímos de casa às 22 horas aqui do nossos apartamento. Éramos duas raparigas e três rapazes num restaurante e depois fomos divertir-nos num bar da cidade. Não era muito habitual fazermos isso, mas decidimos explorar os bares. Estávamos a ir para casa e ouvimos música. Fomos atraídos e entrámos num bar. Não estava lá ninguém, então fomos descendo as escadas. Entrei, tirei o casaco e ouvi gritos. 'Apenas brancos, negros aqui não'. Começaram logo a agredir-me e a dar-me pontapés. Tentei levantar-me mas continuaram a espancar-me. Ninguém ajudava. O dono do bar ria-se", começou por dizer Linda Pereira, ao programa 'Rua Segura' da CMTV.

"Depois consegui levantar-me e fugi pela porta. Ninguém nos ajudou. Gritei, mas ninguém ajudou. A polícia demorou imenso tempo a chegar. Estava em pânico mas consegui ligar para a polícia. Perguntaram-me se tinha tirado fotos e se conseguia identificá-los", relatou a estudante portuguesa, sublinhando que agora já se encontra em casa.

"Neste momento, a colombiana que também ficou ferida já está em casa. Fomos todos hospitalizados e já estamos em casa, com gelo e analgésicos", explicou Linda Pereira, dizendo também que pondera voltar a Portugal se casos destes se voltem a repetir.

"Todas as possibilidades estão em cima da mesa. Já me puxaram cabelos num centro comercial, mas situações de racismo como esta nunca me tinham acontecido em Portugal. Não foram motivos fúteis, foram raciais. Agora estão a olhar para a coisa com olhos de interesse. É bom agora ver este apoio da vossa parte", concluiu.
Portugal Sosnowiec Linda Pereira Silésia Rua Segura questões sociais
Ver comentários