Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
7
Exclusivos

Valentina: O luar negro da noite de maio, por Francisco José Viegas

Escritor Francisco José Viegas voltou ao local do crime que chocou os portugueses. Entre Atouguia da Baleia, onde um pai assassinou a filha com requintes de crueldade, e o pinhal onde o corpo foi abandonado, reflete sobre a morte e a violência.
Francisco José Viegas 24 de Maio de 2020 às 17:02
Escritor Francisco José Viegas voltou ao local do crime que chocou os portugueses. Entre Atouguia da Baleia, onde um pai assassinou a filha com requintes de crueldade, e o pinhal onde o corpo foi abandonado, reflete sobre a morte e a violência.
Por Francisco José Viegas 24 de Maio de 2020 às 17:02
Mesmo no centro da aldeia, que já foi sede de concelho de 1610 (com um rei espanhol, Filipe III) a 1836 (com um liberal esquerdista, Passos Manuel), ao pé do Centro Interpretativo de Atouguia da Baleia (instalado na igreja de São José), da bomba da Galp, da igreja da Misericórdia, do supermercado Aldeia do Mundo e da loja chinesa Bem-Vindo, há duas câmaras de vídeo que parecem ter gravado a hesitação de Márcia e de Sandro — seguiriam por um lado ou por outro na direção da Serra d’El-Rei? Os inspetores da Polícia Judiciária analisaram essa hesitação do casal no largo de São José.

Uma semana depois, diante das mesmas câmaras, percebem-se os dois caminhos (um por Coimbrã outro por Ferrel): ambos vão dar ao mesmo lugar e revelavam uma escolha sem sentido aparente que não teria alterado o destino de Valentina que, a essa hora, estava já morta, vestida como sabemos (pelos jornais, pelos alertas da GNR, pelas descrições ouvidas na televisão), antes de o seu corpo ser depositado no meio de um tufo de vegetação a cerca de vinte metros da estrada.

Poderíamos começar por esse lugar. De lá, parte-se para a Lagoa Seca, para a Praia d’El-Rei – e há um belo caminho que vai dar à Lagoa de Óbidos – e para abrigos e recantos tranquilos de juncais ou relvados onde famílias podem fazer piqueniques de fim de semana ou levar as crianças a fim de lhes mostrar a diferença entre pinheiros e eucaliptos. Fica perto de um cruzamento que também leva para a estrada que leva a dois ou três hotéis sem atividade — e até para a Atouguia da Baleia, o lugar de onde Márcia e Sandro partiram com o corpo de Valentina no banco de trás do Renault Scénic verde. Ali, começa um caminho de terra batida mas de fácil acesso. Porém, o tufo de vegetação que Sandro escolhe para esconder o corpo da filha que matara nesse dia não é suficiente. 
Exclusivos

Assinatura Digital

Acesso à edição digital e a todos os conteúdos exclusivos do site no pc, tablet e smarphone
Assine já 1 mês/1€
Para ler este e todos os EXCLUSIVOS DE HOJE no site 1€ (IVA incluído) Obtenha o seu código de acesso com uma simples chamada telefónica

ou
UTILIZE O
Valentina crime menina pai mata menina menina valentina morte valentina crime de valentina
Hoje nas bancas
Capa do Dia
A primeira página do Correio da Manhã e o acesso ao e-paper Ver todas as
primeiras páginas
CM+
O Correio da Manhã para quem quer MAIS conteúdos e vantagens
Assine já 1 mês/1€
  • Todo o conteúdo exclusivo sem limites nem restrições.
  • Acesso a qualquer hora no site ou nas apps.
  • Acesso à versão do epaper na noite anterior.
  • Clube CM+ com vantagens e ofertas só para assinantes

Clube CM+ Conheça todas as vantagens e produtos exclusivos para os assinantes do Correio da Manhã

Receba o 2º volume da coleção de DVDs "Fátima, um milagre na Europa"

Ver Mais

Coleção Missões Impossíveis: Do cerco a Tenochititlán à derrota da Armada Invencível.

Ver Mais

Coleção Missões Impossíveis: Do Cavalo de Troia à batalha de Aljubarrota.

Ver Mais

As principais manchetes da história do Correio da Manhã. Portes incluídos.

Ver Mais

MBA Online + Mestrado Online à Escolha entre 10 Cursos da Escola de Negócios Europeia de Barcelona (Titulação Universitária) por 299€.

Ver Mais
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)