Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal

“Fátima ouviu as minhas preces”: Luso-indiano ‘preso’ em Portugal após roubo de identidade

Ministério Público está a investigar uma centena de casos semelhantes com raízes em Goa, na Índia.
Nuno de Sousa Moreira 28 de Agosto de 2020 às 08:26
Ricky Gonçalves
Ricky Gonçalves FOTO: CMTV

"Nossa Senhora de Fátima e Santo António ouviram as minhas preces. Depois de tanto tempo, já posso voltar a casa, para junto da minha família”.

Ricky Gonçalves rezou a todos os ‘santinhos’ - prova do desespero que o luso-indiano, de 38 anos, viveu em Portugal nos últimos dois anos. Ricky ficou retido no País quando aterrou no aeroporto de Lisboa em agosto de 2018. Ficaria só por uns dias, o que bastasse para renovar o cartão do cidadão e o passaporte, mas os alarmes soaram.

“Disseram-me que alguém estaria a usar o meu nome. Fui vítima de roubo de identidade”, recorda Ricky ao CM. Os documentos do luso-indiano foram apreendidos e ficou proibido de sair do País. Agora, o Instituto de Registos e Notariado corrigiu a situação.

“A primeira coisa que vou fazer quando regressar a casa (em Londres, Inglaterra) é dar um grande abraço à minha mulher e restante família”. O caso de Ricky foi denunciado em exclusivo pelo CM em maio.

O Ministério Público está a investigar uma centena de casos semelhantes com raízes em Goa, na Índia.

Ver comentários