Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

Ferido na cadeia

O luso-brasileiro Marcus Fernandes, condenado a 25 anos de prisão pela morte de dois polícias na Amadora, foi ferido na face numa rixa que envolveu vários reclusos da cadeia de Paços de Ferreira.
11 de Agosto de 2006 às 01:42
Na sequência da rixa, Marcus Fernandes necessitou de assistência hospital, tendo sido transportado para o Hospital de S. João, no Porto, depois de uma primeira observação na enfermaria da cadeia de Paços de Ferreira, disse fonte prisional, considerando que as mazelas causadas “não foram nada de grave”. Segundo fonte hospitalar o recluso deu entrada na pequena cirurgia da emergência hospitalar para efectuar uma operação maxio-facial.
A Direcção-Geral dos Serviços Prisionais (DGSP) abriu um inquérito relativo à rixa que terça-feira de manhã envolveu Marcus Fernandes e outros reclusos de Paços de Ferreira.
O cidadão brasileiro foi detido numa megaoperação policial a 21 de Março do ano passado, vinte e quatro horas depois de ter abatido dois agentes da PSP da Amadora com tiros de uma pistola de calibre 9 milímetros. Um terceiro polícia do grupo escapou porque se escondeu atrás de um carro-patrulha.
Os crimes foram perpetrados quando a patrulha policial pediu a identificação ao brasileiro, que tinha pendente um mandado de captura por um homicídio cometido no Brasil.
Após a prisão, a Polícia passou revista a uma das casas frequentadas por Marcus Fernandes, em Melides, no Alentejo, tendo apreendido um arsenal de munições e armas.
Ver comentários