Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

Fim de semana trágico mata quatro pessoas nas estradas portuguesas

Acidentes mortais foram registados em Vale de Cambra, Peniche, Sintra e Odemira.
Francisco Gomes e João Tavares 22 de Outubro de 2018 às 08:31
Pedro Matias era professor de surf no Baleal
Fábio Nunes não resistiu aos ferimentos e morreu
Violência do embate fez a viatura sair de estrada, em Peniche
Carro embateu de frente com camião que levava um carregamento de leite, junto a Almograve
Pedro Matias era professor de surf no Baleal
Fábio Nunes não resistiu aos ferimentos e morreu
Violência do embate fez a viatura sair de estrada, em Peniche
Carro embateu de frente com camião que levava um carregamento de leite, junto a Almograve
Pedro Matias era professor de surf no Baleal
Fábio Nunes não resistiu aos ferimentos e morreu
Violência do embate fez a viatura sair de estrada, em Peniche
Carro embateu de frente com camião que levava um carregamento de leite, junto a Almograve
Aparício Moniz Barreto (24 anos), Fábio Nunes (27) e Pedro Matias (41) são as mais recentes vítimas de acidentes mortais em Portugal. Morreram em colisões brutais no dia deste domingo, figurando agora numa lista que já ultrapassa as 400 mortes nas estradas portuguesas, só este ano. Durante o fim de semana trágico na estradas perdeu também a vida um motociclista, de 28 anos, numa colisão com um carro que ocorreu sábado no lugar de Chã, em Vale de Cambra.

Este domingo, com apenas 18 minutos de intervalo, duas viaturas ficaram praticamente irreconhecíveis, dada a violência dos embates em Almograve (Odemira) e Peniche. Os carros foram mesmo projetados para fora de estrada. Pelas 07h00 da manhã, junto a Almograve, na N393, Fábio Nunes, acordeonista, seguia ao volante do seu carro quando colidiu de frente com um camião de transporte de leite. Ainda foi assistido pelos bombeiros de Odemira, mas não resistiu.

Na Av.ª da Praia, que liga o Baleal a Peniche, junto à urbanização Sol Village 2, outra colisão vitimou um professor de surf, Pedro Matias, de 41 anos, também responsável de uma agência de desportos náuticos e de ecoturismo. A vítima ficou presa na viatura e após as manobras de desencarceramento realizadas pelos bombeiros foi confirmado o óbito no local pela equipa da viatura médica de emergência e reanimação do Centro Hospitalar do Oeste.

No outro veículo sinistrado, que também ficou destruído, seguiam dois jovens de 22 anos, que sofreram ferimentos ligeiros. Foram assistidos e recusaram transporte ao hospital. A GNR investiga o acidente.

Jovem motard perde a vida após a moto que conduzia ter chocado de frente com Audi 
Na madrugada deste domingo, em plena rua Direita de Massamá, no concelho de Sintra, junto à escola Miguel Torga, um jovem de 24 anos morreu após a moto que conduzia ter embatido de frente com um Audi. Aparício Barreto teve morte imediata. O alerta foi dado às 02h20 e uma ultrapassagem mal calculada pode estar na origem deste acidente. O embate com o carro projetou a moto cerca de 100 metros. A PSP foi chamada, estando agora a Divisão de Acidentes encarregue de investigar as causas.

PORMENORES
399 mortos
Desde janeiro, e até ao passado dia 15, morreram nas estradas 399 pessoas, mais três vítimas mortais do que em igual período de 2017, segundo a Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária.

Setúbal lidera
O distrito de Setúbal continua a liderar o ranking, com um total de 58 vítimas mortais. Logo a seguir vem o Porto, com 42 vítimas, e Lisboa, com 38. No fundo da tabela aparece Portalegre (5).

Mais acidentes
O número de acidentes não tem parado de subir nos últimos três anos (dados até 15 de outubro): 2016 foi palco de 99 813 acidentes; 2017 chegou aos 100 904; enquanto este ano já se verificaram 102 997.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)