Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

Funcionária do Pingo Doce fica três dias de pé sem funções na loja. Empresa diz que foi por iniciativa própria

Mulher estava suspensa devido a um processo disciplinar mas decidiu ir para o local de trabalho.
Correio da Manhã 27 de Fevereiro de 2020 às 13:45
Funcionária do Pingo Doce fica três dias em pé sem funções devido a 'castigo'
Funcionária do Pingo Doce fica três dias em pé sem funções devido a 'castigo' FOTO: Facebook

Uma funcionária do Pingo Doce de Avintes, em Vila Nova de Gaia, esteve durante três dias em pé, junto às caixas na entrada, sem funções atribuídas por um suposto “castigo”.

A denúncia foi feita através de um vídeo publicado nas redes sociais que uma cliente partilhou, onde é possível ver a mulher fardada e de pé junto à zona de entrada da superfície comercial.


Ao que o CM conseguiu apurar, a funcionária da loja, que opera em regime de franchising, estava suspensa devido a um processo disciplinar, onde a mesma não pode exercer funções no local de trabalho enquanto decorre o processo. 

A posição oficial do Pingo Doce sobre o assunto disse que, "por motivo desconhecido, a funcionária decidiu por sua iniciativa e contra o que lhe tinha sido comunicado, apresentar-se na loja e ficar de pé junto às caixas, recusando-se a abandonar o local". 

A funcionária mantém um historial de processo disciplinares nos últimos dois anos. 

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)