Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
6

Funcionário baleado à porta de clube de strip em Lisboa

Cliente disparou sobre vítima após discussão no interior.
João Carlos Rodrigues 5 de Outubro de 2020 às 09:49
Entrada do 'Body Club', em Lisboa
Entrada do 'Body Club', em Lisboa FOTO: Direitos Reservados / Facebook
Uma discussão que teve início no interior de um clube de strip no centro de Lisboa, na madrugada de ontem, terminou na rua com um homem a disparar sobre outro. A vítima, de 36 anos, foi atingida numa perna e teve de ser transportada ao hospital.

Segundo o CM apurou junto de fontes policiais, o caso ocorreu pela 1h00 de domingo, na rua Sousa Martins, em Picoas. Por motivos que estão ainda por apurar, um cliente que estaria a causar desacatos e se recusava a sair do estabelecimento – tinha fechado uma hora antes – teve de ser levado para o exterior, altura em que puxou de uma arma de fogo e efetuou um disparo e fugiu a correr do local. O tiro atingiu um dos funcionários, que a seguir foi levado ao Hospital de São José pelos colegas. O homem recebeu tratamento médico e teve alta poucas horas depois.

De acordo com o oficial de serviço ao Comando Metropolitano da PSP de Lisboa, ninguém foi detido naquele local e o caso, por configurar uma tentativa de homicídio, foi entregue à Polícia Judiciária, que tenta agora identificar o atirador. Sabe-se que a arma usada foi um revólver de calibre .22 devido à munição que foi recuperada.

O estabelecimento em causa – denominado Body Club – esteve fechado vários meses devido à pandemia de Covid-19 e tinha reaberto como restaurante no dia 10 de setembro, com autorização para funcionar entre as 20h00 e a meia-noite.

O CM tentou contactar o clube de strip, mas não obteve qualquer resposta.

Direito de resposta de Mundusmundi Empreendimentos Turísticos Hoteleiros, Lda
Ver comentários