Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

GNR apreendeu 63 toneladas de pescado congelado em Ílhavo

Mercadoria não cumpria as obrigações respeitantes à comercialização dos produtos da pesca.
Lusa 21 de Janeiro de 2020 às 11:05
Pescado congelado
Pescado congelado
Pescado congelado
Pescado congelado
Pescado congelado
Pescado congelado
A Unidade de Controlo Costeiro da GNR apreendeu no concelho de Ílhavo cerca de 63 toneladas de pescado congelado, que não cumpriam as obrigações respeitantes à comercialização dos produtos da pesca, informou hoje aquela força militar.

Em comunicado, a GNR refere que o pescado foi apreendido na segunda-feira na localidade da Gafanha da Nazaré, em Ílhavo, no distrito de Aveiro, no âmbito de uma operação de fiscalização ao transporte de pescado.

Os militares intercetaram três veículos pesados de mercadorias, que efetuavam o transporte do pescado, no valor de 400 mil euros, proveniente de uma empresa com sede naquela localidade e com destino a Espanha, refere a GNR.

No total, foram apreendidos cerca de 63 mil quilogramas de pescado congelado de diversas espécies, entre elas palmeta, linguado, alabote, bacalhau, abrótea, ganadeiro, raia, red-fish, solha e solhão.

"Após a análise ao pescado transportado e confrontação com os documentos apresentados, os militares detetaram que não cumpriam as obrigações respeitantes à comercialização dos produtos da pesca, designadamente as relativas às normas comuns de comercialização, quanto à rastreabilidade, informação sobre os lotes, pesagem, declaração de tomada a cargo ou transporte", refere a mesma nota.

Foi contactada a Direção Geral de Recursos Naturais, Segurança e Serviços Marítimos, tendo realizado a aferição de toda a mercadoria transportada, relativamente à sua proveniência e respetivas quantidades por espécie.

Ainda segundo a GNR, foi elaborado um auto de contraordenação à empresa expedidora dos bens, cuja coima pode atingir os 75 mil euros.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)