Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
3

GNR anuncia menos casos de violência doméstica durante quarentena comparativamente a 2019

"Registaram-se menos 26% casos do que em período homólogo de 2019 – e não como, por lapso, foi hoje referido", lê-se.
Correio da Manhã 8 de Abril de 2020 às 17:36
GNR
GNR FOTO: Direitos Reservados

A Guarda Nacional Republicana desmentiu o aumento de casos de violência doméstica durante o período de confinamento através de um comunicado. Recorde-se que esta informação tinha sido avançada pela GNR.

"No mês de março de 2020, a Guarda registou 938 denúncias por violência doméstica (menos 26% do que em período homólogo de 2019 – e não como, por lapso, foi hoje referido na Conferência de Imprensa conjunta, a que alude o comunicado em anexo), tendo detido 76 suspeitos e apreendido 97 armas (dados provisórios)", lê-se.

No entanto, e apesar dos dados, a GNR avançou que tem "intensificado os contactos com as vítimas identificadas, no sentido de promover, se necessário for, um ajustamento das medidas de proteção das vítimas. A GNR recorda que se trata de um crime público, pelo que qualquer pessoa pode denunciar, devendo ser privilegiado o recurso ao Sistema de Queixa Eletrónica", pode ler-se no comunicado.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)