Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

GNR detém 30 pessoas por eliminação ilegal de lixo sanitário relacionado com a Covid-19

Autoridades apreenderam material no valor de 790 mil euros, numa fiscalização a mais de duas mil empresas, hospitais e centros de saúde.
Lusa 30 de Novembro de 2020 às 11:39
Detenção foi feita pelo Comando Territorial de Portalegre da GNR
Detenção foi feita pelo Comando Territorial de Portalegre da GNR FOTO: Pedro Noel da Luz
A GNR deteve 30 pessoas por eliminações ilegais de resíduos sanitários relacionados com a covid-19 e apreendeu material no valor de 790 mil euros, numa fiscalização realizada a mais de duas mil empresas, hospitais e centros de saúde.

Segundo um comunicado da Europol (Serviço Europeu de Polícia), divulgado esta, a ação da GNR integrou-se na vasta operação Retrovírus de combate à eliminação e transporte ilegais de resíduos sanitários, que envolveu 30 países e na qual foram realizadas cerca de 280 mil inspeções a várias instalações e detidas 102 pessoas.

A Guarda Nacional Republicana (GNR) fiscalizou mais de 2.000 empresas, hospitais e centros de saúde, tendo detido 30 pessoas, apreendido material no valor de 790 mil euros e aplicado coimas por violações administrativas.

Mais informação sobre a pandemia no site dedicado ao coronavírus - Mapa da situação em Portugal e no Mundo. - Saiba como colocar e retirar máscara e luvas - Aprenda a fazer a sua máscara em casa - Cuidados a ter quando recebe uma encomenda em casa. - Dúvidas sobre coronavírus respondidas por um médico Em caso de ter sintomas, ligue 808 24 24 24
GNR economia negócios e finanças fiscalização resíduos sanitários
Ver comentários