Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

GNR fecha restaurante ilegal com sete clientes em Valongo

Infratores foram autuadas por incumprimento do dever geral de recolhimento domiciliário.
Manuel Jorge Bento 1 de Março de 2021 às 16:14
GNR
GNR FOTO: Direitos Reservados

A GNR encerrou um espaço que promovia convívios e que funcionava ilegalmente como restaurante, num edifício habitacional de Alfena, em Valongo, na sexta-feira. Os militares verificaram que, no interior, estavam sete pessoas no interior, que foram autuadas por incumprimento do dever geral de recolhimento domiciliário.

A intervenção da GNR de Alfena ocorreu após várias denúncias, "que davam conta da realização de diversos convívios naquelas instalações", indica a Guarda em comunicado. Os militares apuraram que ali "funcionava ilegalmente um espaço destinado à confeção de refeições para terceiros e para promoção de convívios". No âmbito da investigação foi constituído arguido um homem de 70 anos, por promoção de convívios.

No comunicado, a  GNR "recorda que, de acordo com as medidas impostas pelo estado de emergência face à evolução da situação epidemiológica do país, encontram-se encerradas as instalações e estabelecimentos como discotecas, bares, salões de dança ou de festa".

Mais informação sobre a pandemia no site dedicado ao coronavírus - Mapa da situação em Portugal e no Mundo. - Saiba como colocar e retirar máscara e luvas - Aprenda a fazer a sua máscara em casa - Cuidados a ter quando recebe uma encomenda em casa. - Dúvidas sobre coronavírus respondidas por um médico Em caso de ter sintomas, ligue 808 24 24 24
GNR Valongo Alfena crime lei e justiça polícia justiça e direitos
Ver comentários