Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

Homem chora em tribunal e diz que não quis matar idoso durante assalto

Camilo Magalhães está acusado de matar homem com um golpe de mata-leão em S. Félix da Marinha, Gaia.
Nelson Rodrigues 12 de Novembro de 2020 às 09:36
Camilo Magalhães
Camilo Magalhães FOTO: Inês Trovisco/CMTV
Um dos dois homens acusados de matar um idoso de 80 anos com um golpe de mata-leão durante um assalto, a 22 de novembro do ano passado, chorou em tribunal ao recordar o dia do homicídio, cometido em S. Félix da Marinha, Gaia.

Ao coletivo disse que não teve intenção de matar. Camilo Magalhães, preso na cadeia de Monsanto, cometeu o crime com o comparsa, José Morgado, preso em Braga.

Os dois arguidos conheceram a vítima num casino. Após a morte deixaram o idoso à chuva, no exterior do carro, num local isolado. Camilo disse mesmo que só soube que a vítima tinha morrido quando foi detido pela Polícia Judiciária.

Além destes dois homens, no processo respondem mais 10 arguidos, que se dedicavam com os dois homicidas a fazer furtos. Alguns dos ataques foram cometidos através de buracos feitos nas paredes das lojas.
S. Félix da Marinha Camilo Magalhães prisão crime lei e justiça prisão
Ver comentários