Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

Homem leva tiro nas costas ao resistir a ladrão em Belmonte

Abordado por assaltante encapuzado quando ia para o trabalho.
Alexandre Salgueiro 6 de Fevereiro de 2020 às 01:30
Vítima reagiu a assalto e acabou baleada nas costas pelo ladrão
Mário Fausto ajudou o amigo a pedir auxílio médico após o crime
Vítima reagiu a assalto e acabou baleada nas costas pelo ladrão
Mário Fausto ajudou o amigo a pedir auxílio médico após o crime
Vítima reagiu a assalto e acabou baleada nas costas pelo ladrão
Mário Fausto ajudou o amigo a pedir auxílio médico após o crime
Um homem de 31 anos foi esta quarta-feira de manhã alvejado com um tiro nas costas ao tentar resistir a um assalto em plena via pública, em Caria, no concelho de Belmonte. Harjinder Multani, operário da construção civil a trabalhar nas obras de requalificação da Linha da Beira Baixa, caminhava em direção ao seu posto de trabalho pelas 07h00 quando, perto da ponte sobre o rio Zêzere, foi abordado por um homem encapuzado que lhe exigiu todos os pertences.

A vítima ficou sem reação quando foi abordada de forma brusca pelo assaltante. "Ele recusou entregar as suas coisas e envolveu-se numa luta com o ladrão, que sacou de uma pequena pistola que trazia no bolso das calças. Viu a arma e virou-se de repente, mas foi atingido a tiro nas costas. O assaltante agarrou na mochila e na carteira dele e fugiu", contou ao Correio da Manhã Mário Fausto, amigo e colega de trabalho a quem a vítima, ferida com gravidade mas consciente, telefonou desesperado a pedir ajuda e socorro.

"Ele ligou para mim porque está em Portugal há pouco tempo [ a vítima é natural da Índia] e não domina a língua", explicou ainda Mário Fausto, que diz ter encontrado o amigo "consciente e sentado no chão, mas a tremer muito e em choque".

A vítima foi assistida aos ferimentos pelos bombeiros e uma equipa médica do INEM. Após ter sido imobilizado, o homem foi encaminhado para o hospital da Covilhã, onde foi sujeito a intervenção cirúrgica para remover o projétil que ficou alojado na parte superior das costas. Está a recuperar e livre de perigo.

A GNR e a Polícia Judiciária da Guarda investigam o caso e identificaram e localizaram, ainda esta quarta-feira, um suspeito do assalto e tentativa de homicídio, mas até ao fecho desta edição ainda não tinha sido concretizada qualquer detenção.
Ver comentários