Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

Homem nega ter assassinado prostituta em Santarém

Procuradora do MP lembrou que Lúcia Oliveira, de 48 anos, foi “assassinada pelas costas” e deixada “num banho de sangue”.
J.N.P. 8 de Julho de 2020 às 08:56
Yuren Teixeira, de 33 anos, está a ser julgado por homicídio
Lúcia Oliveira tinha 48 anos
Yuren Teixeira, de 33 anos, está a ser julgado por homicídio
Lúcia Oliveira tinha 48 anos
Yuren Teixeira, de 33 anos, está a ser julgado por homicídio
Lúcia Oliveira tinha 48 anos
O técnico de informática acusado do homicídio de uma mulher com quem fazia sexo a troco de dinheiro falou esta terça-feira pela primeira vez, no Tribunal de Santarém, para negar ser o autor do crime.

Após as alegações finais, Yuren Teixeira, de 33 anos, descreveu-se ao coletivo de juízes como alguém “pacífico” e incapaz de “matar alguém com tanta violência”.

Apesar da defesa ter pedido a absolvição, considerando existir falta de provas, o Ministério Público pediu condenação pesada para um homicídio tão “brutal” e “chocante”. A procuradora do MP lembrou que Lúcia Oliveira, de 48 anos, foi “assassinada pelas costas” e deixada “num banho de sangue”, tendo sido feita prova para imputar a Yuren a autoria do homicídio qualificado.
Santarém Yuren Teixeira Tribunal de Santarém crime lei e justiça crime homicídio
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)