Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

Homicida de mulher em Olhão arrisca ficar na cadeia até aos 100 anos

Mariscador esfaqueou Maria de Lurdes, de 53 anos, com uma faca de cozinha e deixou o corpo debaixo da cama enrolada num cobertor.
Rui Pando Gomes e R.D. 11 de Julho de 2020 às 01:30
Maria de Lurdes Gomes foi assassinada
Mulher morta à facada por marido 30 anos mais velho em Olhão
Mulher morre às mãos do marido em Olhão. Filho de 15 anos deu alerta
Mulher morre às mãos do marido em Olhão. Filho de 15 anos deu alerta
Maria de Lurdes Gomes foi assassinada
Mulher morta à facada por marido 30 anos mais velho em Olhão
Mulher morre às mãos do marido em Olhão. Filho de 15 anos deu alerta
Mulher morre às mãos do marido em Olhão. Filho de 15 anos deu alerta
Maria de Lurdes Gomes foi assassinada
Mulher morta à facada por marido 30 anos mais velho em Olhão
Mulher morre às mãos do marido em Olhão. Filho de 15 anos deu alerta
Mulher morre às mãos do marido em Olhão. Filho de 15 anos deu alerta
O homem de 82 anos que matou a mulher à facada na casa onde viviam em Olhão, na quarta-feira à noite, arrisca ficar na cadeia até aos 100 anos. João Rogério André foi ouvido esta sexta-feira por um juiz, em Faro, e colocado em prisão preventiva.

O mariscador esfaqueou Maria de Lurdes, de 53 anos, com uma faca de cozinha e deixou o corpo debaixo da cama enrolada num cobertor. Foi detido pela PJ e está indiciado pelo crime de homicídio qualificado, cuja pena de prisão poderá ir dos 12 aos 25 anos.
Olhão Faro João Rogério André crime lei e justiça prisão
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)