Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

Homicida ligou a primo GNR depois de matar mulher em Vieira do Minho

Militar, primo do arguido, foi a primeira pessoa a quem este ligou após fugir do local, quando conduzia rumo a Braga para se entregar.
L.R. 27 de Fevereiro de 2020 às 08:44
António  Fidalgo está  a ser julgado
Ana Paula  tinha 41 anos
António  Fidalgo está  a ser julgado
Ana Paula  tinha 41 anos
António  Fidalgo está  a ser julgado
Ana Paula  tinha 41 anos
"Disse-me que ela o chamou de ‘banana’, agarrou-lhe o bolso da camisa em que tinha as notas e ele colocou-lhe as mãos no pescoço e atirou-a para trás. Ela ficou caída no chão e ele fugiu." O relato é de Jorge Antunes, militar da GNR ouvido esta quarta-feira pelos juízes do Tribunal de Braga que estão a julgar António Fidalgo pelo homicídio da mulher, Ana Paula, em março do ano passado, em Vieira do Minho.

O militar, primo do arguido, foi a primeira pessoa a quem este ligou após fugir do local, quando conduzia rumo a Braga para se entregar à GNR. "Ele estava completamente transtornado e alterado", disse.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)