Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

Iate de luxo em descarga de haxe

O iate de luxo, avaliado em meio milhão de euros, não era escolha provável para utilização no tráfico, mas os seus movimentos na Ria Formosa, junto a Cabanas, na madrugada de ontem, levantaram suspeitas à Polícia Marítima de Tavira. O resultado foi a apreensão de três toneladas de haxixe e a detenção de três homens por suspeitas de tráfico de droga.

18 de Fevereiro de 2009 às 00:30
Iate de luxo em descarga de haxe
Iate de luxo em descarga de haxe FOTO: Nuno Jesus

O relógio marcava as 00h10, quando "uma patrulha de rotina detectou os movimentos da embarcação", segundo o comandante da Polícia Marítima (PM) de Tavira, Rocha Pacheco. Os três tripulantes a bordo – um português residente no Algarve, um espanhol e um marroquino –, apercebendo-se da chegada das autoridades, partiram um dos vidros do iate e ainda tentaram a fuga, mas foram ‘caçados’ pela PM, que rapidamente juntou no local cerca de 20 operacionais.

Ao que o CM apurou, o trio "preparava-se para fazer a descarga da droga naquele local" e as autoridades não descartam a hipótese de existirem mais pessoas envolvidas, que estariam à espera em terra.

A embarcação de luxo, registada em Huelva e avaliada em quase meio milhão de euros, foi apreendida. Suspeita-se de que possa ter sido furtada e o registo alterado, hipótese investigada em sintonia com as autoridades espanholas. No interior da embarcação foram encontrados 81 fardos de haxixe, que se suspeita que tenham vindo de Marrocos.

Apesar de o iate de luxo ter capacidade para fazer a travessia desde o Norte de África, as autoridades acreditam na existência uma embarcação-mãe que fez o transporte até ao largo da costa. "É uma possibilidade", assumiu Rocha Pacheco.

PRIMEIRA APREENSÃO DO ANO

Foi a primeira grande apreensão do ano no Algarve e a primeira coordenada pelo novo comandante da Zona Marítima do Sul, Marques Ferreira. Um motivo de "orgulho e de satisfação" para este responsável da Autoridade Marítima, que considera, acima de tudo, que o trabalho dos seus homens foi de "grande eficácia e prontidão". Segundo Marques Ferreira, "com poucos meios foi feito um grande serviço no combate ao tráfico de droga".

Durante a operação da Polícia Marítima, foi detido um marroquino (na foto ao lado), um espanhol e um português, ao que o CM apurou, residente no Algarve. O processo foi entregue ao Ministério Público e os três vão ser ouvidos hoje no Tribunal de Tavira, onde serão decididas as medidas de coacção.

PORMENORES

MEIO MILHÃO

O iate de luxo, de marca Rodman e 41 pés, está avaliado em cerca de meio milhão de euros. É uma embarcação usada para pesca grossa e em passeios em alto mar.

TELEMÓVEIS

Além das três toneladas de droga, as autoridades apreenderam ainda cinco telemóveis, um rádio transmissor e um GPS, objectos que se encontravam na posse dos três homens detidos.

EFICÁCIA

A Polícia Marítima montou um rápido e eficaz dispositivo de 20 homens com meios terrestres e aquáticos dos postos de Olhão, Vila Real de Santo António, Tavira e Faro.

Ver comentários