Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

Idosa atacada por falsos funcionários da Segurança Social: "Tapou-me a boca e perdi os sentidos"

Mulher de 86 anos gritou para avisar o marido e foi agredida por um dos suspeitos, em Estarreja.
Francisco Manuel 6 de Maio de 2019 às 08:55
Belarmino Couras e Maria Rodrigues foram burlados em 15 mil euros por dois falsos funcionários da Segurança Social
Segurança Social
Segurança Social
Belarmino Couras e Maria Rodrigues foram burlados em 15 mil euros por dois falsos funcionários da Segurança Social
Segurança Social
Segurança Social
Belarmino Couras e Maria Rodrigues foram burlados em 15 mil euros por dois falsos funcionários da Segurança Social
Segurança Social
Segurança Social
"Percebi que o meu marido estava a entregar ao bandido os 15 mil euros que poupei durante dez anos, mas, quando gritei, o cúmplice veio por trás e tapou-me a boca e o nariz até eu ficar sem sentidos", recorda emocionada ao CM Maria Rodrigues, de 86 anos.

A idosa de Salreu, Estarreja, e o marido Belarmino Couras, de 90, foram burlados, no sábado, por dois falsos funcionários da Segurança Social que os abordaram em casa sob o pretexto de troca de notas que, segundo a dupla, iriam sair de circulação.

"Não sei o que me aconteceu. Acreditei nele e levei-o ao lagar onde tinha guardado todo o dinheiro numa lata. Nem quando a minha mulher gritou a dizer que me estavam a roubar eu reagi", conta Belarmino. Ainda no interior da casa rural, um dos burlões agarrou Maria e tentou asfixiá-la. "Tive muito medo, pensei que ele me ia matar e rezei à Nossa Senhora para me proteger", descreve Maria.

Os burlões, aparentando ter cerca de 40 anos, fugiram no Mercedes preto que tinham parado à porta. "Só quando me consegui levantar é que deu para pedir ajuda aos vizinhos. Mas já era tarde", acrescenta.

Este caso ocorreu numa zona rural. Na vizinhança, há vários outros relatos de burlas, ao longo dos anos. Uma vizinha do casal recorda quando há algum tempo foi enganada e entregou o ouro de família a duas mulheres. "Estamos longe da cidade e por isso mais desprotegidos", diz Maria.

A GNR foi ao local e recolheu provas para tentar identificar os burlões.
Maria Rodrigues Estarreja Segurança Social Nossa Senhora Belarmino Couras Salreu Mercedes GNR questões sociais
Ver comentários