Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
3

IMIGRANTE ENCONTRADO MORTO EM ESTADO DE DECOMPOSIÇÃO

A Judiciária de Leiria esteve ontem em Maiorga, Alcobaça, para avaliar as circunstâncias da morte de um imigrante ucraniano encontrado no quarto da sua habitação.
11 de Julho de 2004 às 00:00
O caso iniciou-se com um alerta encaminhado para os Bombeiros Voluntários de Alcobaça, às 10h50, pelo Centro de Orientação de Doentes Urgentes de Coimbra, que solicitava socorro a um indivíduo inconsciente.
A ocorrência foi classificada como doença súbita num domicílio, mas ao chegarem a Maiorga os bombeiros "encontraram um corpo já sem vida e em início de decomposição, com vários bichos", explicou o comandante da corporação, Mário Serol.
O imigrante, de 35 anos, vivia sozinho. Foram alguns compatriotas que se encontravam no local a indicar a localização do cadáver, num quarto no sótão da casa.
Perante este cenário, os bombeiros, que tinham feito sair do quartel uma ambulância com três tripulantes, accionaram outro veículo, munido de aparelhos respiratórios, para removerem o corpo para uma viatura funerária.
Segundo foi possível apurar, não haverá indícios de crime. O imigrante, que não apresentava lesões externas, terá celebrado o aniversário recentemente e estaria morto há pelo menos dois dias.
Ver comentários