Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
5

IMT suspende circulação de veículos ferroviários sem controlo de velocidade

Decisão surge após acidente com Alfa Pendular em Soure, que vitimou duas pessoas e feriu dezenas.
Lusa 5 de Agosto de 2020 às 14:12
Acidente em Soure
Acidente em Soure FOTO: Ricardo Ponte
O Instituto da Mobilidade e dos Transportes (IMT) anunciou esta quarta-feira que decidiu suspender a circulação de veículos de manutenção da ferrovia, como aquele que colidiu contra um Alfa Pendular em Soure, até que sejam adotadas medidas mitigadoras do risco.

O IMT, enquanto autoridade nacional de segurança ferroviária (ASNF), determinou a suspensão da circulação de veículos de manutenção e fiscalização da ferrovia sem o sistema de controlo de velocidade, até que sejam adotadas medidas preventivas, para diminuir o risco de acidente, afirmou hoje a entidade, numa nota de esclarecimento relativa ao acidente entre um destes veículos e um Alfa Pendular, em Soure, na sexta-feira, que resultou na morte de duas pessoas.

"Até que o sistema de proteção automática [nos veículos de conservação da ferrovia] seja implementado, a ANSF exigiu à Infraestruturas de Portugal que sejam adotadas medidas adicionais e complementares mitigadoras de risco que permitam a circulação destes veículos não equipados com CONVEL [sistema de controlo de velocidade]. Até à implementação destas medidas adicionais e complementares mitigadoras do risco, a circulação destes veículos encontra-se suspensa", disse aquela entidade.

Na nota, o IMT referiu que requereu uma avaliação urgente da viabilidade da solução para estes veículos "e, caso viável, a consequente implementação urgente", salientando que a Infraestruturas de Portugal (IP) já deu informação de que "terá sido encontrada uma solução viável".

"O IMT continuará a avaliar a situação, podendo resultar em novas medidas a adotar", acrescentou.

Na sexta-feira, uma dresine (veículo de conservação da ferrovia) colidiu contra um Alfa Pendular, no concelho de Soure, distrito de Coimbra.

O descarrilamento provocou dois mortos (os ocupantes da dresine), oito feridos graves e 36 feridos ligeiros.

A colisão surgiu em resultado da ultrapassagem indevida de um sinal vermelho por parte da dresine, à saída da estação de Soure.

Ver comentários