Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

Incendeia casas de ‘ex’ em Santa Maria da Feira e vai presa

Quatro anos e nove meses de cadeia pelos dois fogos.
Paulo Jorge Duarte 23 de Setembro de 2020 às 08:48
Uma das vítimas conseguiu escapar pela janela, com a ajuda dos vizinhos, em Mozelos, Santa Maria da Feira
Uma das vítimas conseguiu escapar pela janela, com a ajuda dos vizinhos, em Mozelos, Santa Maria da Feira FOTO: Direitos Reservados
Uma mulher foi condenada, esta terça de manhã, a uma pena de prisão de quatro anos e nove meses, por ter lançado fogo às residências de dois ex-companheiros.

Joana Ascensão, 52 anos, agiu por motivos passionais. A 23 de junho de 2019, conseguiu entrar na casa do ex-marido, em Vila Nova de Gaia, com quem tem duas filhas. Aproveitando a ausência da família, incendiou a cama, mas as chamas acabaram por se autoextinguirem.

Por causa deste episódio, o então namorado da mulher decidiu terminar a relação. Segundo a acusação, foi este homem que transportou, sem saber das intenções, a companheira até à casa do ex-marido. No entanto, Joana não aceitou a separação e também lançou fogo à habitação do aí já ex-namorado, em Mozelos, na Feira.

Foi a 26 de junho que a mulher tentou entrar no apartamento da segunda vítima. Como o homem a impediu, pediu apenas para usar o WC, ao que o antigo companheiro acedeu. Contudo, a arguida aproveitou para regar a cozinha com gasolina e atear fogo com um isqueiro. As chamas propagaram-se rapidamente pela habitação e foram os vizinhos que ajudaram o homem a escapar por uma janela.

A mulher, com as próprias roupas a arder, conseguiu fugir. Na altura, a intervenção dos Bombeiros de Lourosa impediu a destruição total da residência e a propagação a todo o prédio.

A arguida esteve em prisão domiciliária durante o julgamento. Foi condenada pelos crimes de incêndio e absolvida de homicídio tentado.
Ver comentários