Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

Inspetores do SEF caçam pedófilo em fuga na fronteira

Homem é suspeito de abusar do sobrinho de apenas 11 anos.
Liliana Gonçalves e Miguel Curado 3 de Maio de 2020 às 06:00
Algemas
Algemas
Algemas
Algemas
Algemas
Algemas

Fugiu para França em 2017 para escapar à detenção da polícia por abuso sexual do sobrinho, de apenas 11 anos. Foragido em Lyon, onde trabalhava numa fábrica de brinquedos, o pedófilo, de 24 anos, viu-se forçado a regressar a Évora, por ter ficado desempregado devido à pandemia de Covid-19.

Na madrugada de sexta-feira, foi detido pelo SEF na fronteira de Chaves, num miniautocarro com outros 14 emigrantes. Apesar de se ter escondido debaixo de um banco, foi detetado. Com recurso ao SEF Mobile, uma aplicação nacional e que permite aceder à ficha criminal de suspeitos em tempo real, os inspetores viram que tinha um mandado de captura.

Presente ontem ao Tribunal de Évora, ficou calado. Está em prisão  preventiva por indícios de abuso sexual de criança agravado. Foi o único familiar do menino que não foi julgado. O menor foi violado durante anos pelo pai e tios paternos, com a mãe a permitir os abusos. O pai foi condenado a 21 anos de prisão, mas recorreu e a pena foi reduzida para 15 anos. A mãe vai cumprir quatro anos e meio de cadeia. Ambos perderam qualquer responsabilidade sobre o menino.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)