Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

Instituição averigua desaparecimento e morte de utente em unidade de Melgaço

Será aberto um processo para averiguar responsabilidades.
2 de Abril de 2018 às 15:51
Desaparecido, Melgaço
Desaparecido, Melgaço FOTO: Direitos Reservados
O Instituto São João de Deus anunciou a abertura de um processo interno para averiguar responsabilidades no desaparecimento de um utente da sua da Unidade de Cuidados Continuados (UCC) de Melgaço, que veio a ser encontrado esta terça-feira sem vida.

O Instituto "irá abrir um processo para averiguação de responsabilidades neste caso", refere, em comunicado.

O sexagenário foi dado como desaparecido no domingo, cerca das 16h30, da UCC de Melgaço, onde se encontrava internado, e foi encontrado sem vida, esta terça-feira  cerca das 11h30.

De acordo com a fonte do Comando Territorial da GNR de Viana do Castelo, o corpo foi encontrado no lugar de Louridal, na União de Freguesias da Vila e Roussas.

Em comunicado enviado à agência Lusa, o Instituto São João de Deus explicou que "o utente, com 63 anos, encontrava-se internado na unidade desde 16 de fevereiro para descanso do cuidador".

O Instituto São João de Deus indica que "a equipa da UCC, após ter verificado o desaparecimento do utente cerca das 15h30, do dia 01 de abril, acionou os procedimentos instituídos e iniciou de imediato as buscas no interior e perímetro da unidade que, no entanto, se verificaram infrutíferas".

"Seguidamente foram alertadas as autoridades competentes e apresentada queixa formal na GNR local que, de imediato, iniciou as buscas com todos os meios disponíveis", especifica.

Segundo a nota, "ao início da tarde de hoje, dia 02 de abril, a instituição foi informada, oficialmente, pela GNR de que o corpo do utente fora encontrado cadáver junto ao rio Minho".

"O corpo foi encaminhado para o Instituto de Medicina Legal, seguindo o procedimento habitual", refere o Instituto São João de Deus, que lamenta o ocorrido e apresenta condolências à família do sexagenário.

A UCC de Melgaço é gerida pela Casa de São José, que é um dos centros assistenciais, propriedade do Instituto São João de Deus, que presta cuidados nas áreas de saúde mental e Cuidados Continuados Integrados (média duração e reabilitação, longa duração e manutenção).

No distrito de Viana do Castelo, além da UCC de Melgaço, que entrou em funcionamento em 2016, a Casa de Saúde de São José explora ainda a Unidade de Saúde da Gelfa, no concelho de Caminha.

A sua criação foi protocolada a 08 de agosto de 2008 entre a Administração Regional de Saúde do Norte (ARS-N) e a Câmara Municipal de Melgaço, no âmbito da requalificação dos serviços do Centro de Saúde local. Foi executada e paga pela Unidade Local de Saúde do Alto Minho (ULSAM), representando um investimento público de 1,5 milhões de euros.
Ver comentários