Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
5

Peste suína africana aproxima-se de Portugal. Autoridades estão em estado de alerta

Praga de javalis é uma forma de entrada da peste no território.
Nuno de Sousa Moreira 23 de Julho de 2019 às 21:14
A carregar o vídeo ...
Praga de javalis é uma forma de entrada da peste no território.

As autoridades estão em estado de alerta devido à aproximação da peste suína africana do nosso País. Ao 'Investigação CM', o Governo admitiu que esta é uma ameaça real e que será devastadora para a economia, caso entre em Portugal.

A praga de javalis é uma forma de entrada da peste no território. Apesar do controlo sanitário que tem sido feito, o 'Investigação CM' apurou que nem todos os javalis caçados no País são alvo de análises, o que pode constituir um risco para a saúde pública.

O vírus da peste suína africana é altamente contagioso e está a espalhar-se por toda a Europa a um ritmo rápido. Nesta que é já considerada a maior epidemia deste vírus alguma vez registada.

Neste momento, não há quem possa garantir que a peste não venha a entrar em Portugal. A prova disso mesmo são os já mais de 2500 casos registados em todo o mundo. Só na Europa são mais de 700. Os mais recentes foram registados na Bélgica, junto à fronteira de França, a menos de 2000 km do nosso território.

A peste suína africana não afeta os humanos, mas é altamente mortal para todos os suínos. Não há vacinas e a entrada do vírus em Portugal terá consequências desastrosas.

Um documento da Direção Geral de Alimentação e Veterinária, sob alçada do ministério da agricultura, que o 'Investigação CM' revela esta terça-feira, mostra que nem todos os javalis que são abatidos no nosso País são alvo de despiste veterinário.

Apesar de "ser expressamente proibida a colocação no mercado, ou a cedência de peças de caça que não tenham sido previamente inspecionadas", neste documento do Governo abre-se exceção para as peças de caça destinadas ao autoconsumo.

Quer isto dizer que qualquer caçador pode caçar um javali sem este ter sido alvo de análise por um veterinário. O javali pode ser portador de tuberculose ou triquinolose, e essas serão doenças que podem contagiar o consumidor.

Esta mesma peça de caça, não sendo alvo de controlo sanitário, poderá ser também foco de contaminação para outros suínos. Se for portadora da peste suína africana, através da sua carcaça ou sangue, poderá contaminar outros porcos.

Isto trata-se de uma vigilância que nem sempre é possível, num País que se mantém, até agora, à margem da epidemia que se alastra rapidamente pela Europa e que ameaça também o território nacional.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)