Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
2

Investigadores ingleses ilibam Bruckner do rapto de Maddie McCann

Detetives garantem que o predador alemão “tem um álibi sólido”.
João Carlos Rodrigues 9 de Janeiro de 2022 às 10:50
Christian Brückner
Christian Brückner FOTO: CMTV

Investigadores britânicos garantem que o processo contra Christian Bruckner pelo alegado rapto de Madeleine McCann vai "desmoronar-se" e que o predador alemão "tem um álibi sólido".

Uma investigação liderada pelo ex-detetive da Polícia de Surrey, Mark Williams-Thomas, teve acesso a novos dados e testemunhas que afastam Bruckner da praia da Luz na noite do desaparecimento, a 3 de maio de 2007. "A conclusão é que Brueckner não pode ter raptado a menina. Ele estava a 30 minutos do local e não estava ao telefone no momento em que ela desapareceu", admitiu uma fonte da investigação ao jornal ‘The Sun’ este domingo.

Esta investigação privada foi acompanhada por uma equipa de televisão britânica e será revelada brevemente num documentário de três partes.

Bruckner, de 44 anos, está a cumprir pena na Alemanha por um crime de violação no Algarve e é apontado pelo Ministério Público alemão como o autor do rapto e homicídio de Maddie. Mas quase dois anos depois da garantia que havia provas sólidas contra este suspeito não há qualquer prova divulgada ou acusação deduzida.  

Maddie McCann Bruckner Christian Brueckner Madeleine McCann crime lei e justiça crime rapto investigação
Ver comentários