Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
5

Jihadista português queria matar “porcos” e falou em “zona de matança”

Rómulo Costa foi confrontado com uma conversa que manteve com um dos irmãos.
S.G. 23 de Setembro de 2020 às 08:40
Rómulo Costa está a ser julgado
Rómulo Costa está a ser julgado FOTO: DIREITOS RESERVADOS
Um dos portugueses acusados de adesão, financiamento e recrutamento para o Daesh voltou esta terça-feira em tribunal a negar os crimes pelos quais está a ser julgado em Lisboa. Rómulo Costa foi confrontado com uma conversa que manteve com um dos irmãos, em setembro de 2013, na qual se refere a “zona de matança” e sugere que o irmão acabe com “os porcos” mas garantiu não ter passado de uma “força de expressão”.

Rómulo Costa disse não ser fundamentalista como os irmãos, Edgar e Celso, que morreram em combate, nas fileiras do Daesh, na Síria.

Jihadista Estado Islâmico Lisboa Rómulo Costa política
Ver comentários