Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

Jovem morre após cair e bater com a cabeça em rocha nas lagoas do Gerês

Elisa Afonso passava a tarde com amigos quando escorregou e bateu com a cabeça. Socorro demorou mais de uma hora.
Patrícia Moura Pinto e Secundino Cunha 24 de Julho de 2019 às 01:30
A carregar o vídeo ...
Elisa Afonso passava a tarde com amigos quando escorregou e bateu com a cabeça. Socorro demorou mais de uma hora.
Uma jovem de 18 anos morreu ao final da tarde de terça-feira, vítima de uma queda nas Sete Lagoas, na freguesia de Cabril, concelho de Montalegre, em pleno Parque Nacional da Peneda-Gerês.

Elisa Afonso tinha 18 anos, residia em Montalegre, era estagiária nos bombeiros e iria ingressar em setembro no 12º ano de um curso profissional da Escola Secundária Bento da Cruz.

Apesar dos esforços para reverter a paragem cardiorrespiratória da jovem, o óbito acabou por ser declarado no local.

Elisa estava a passar a tarde com um casal de imigrantes, amigo da família, que tem uma filha da mesma idade. A jovem terá escorregado e caído para dentro de água, batendo com a cabeça numa pedra.

"Só a autópsia determinará a causa da morte, se foi queda ou afogamento, mas havia marcas evidentes de traumatismo", disse ao CM Hernâni Carvalho, comandante dos Bombeiros Voluntários de Salto.

Os primeiros a socorrer a vítima foram quatro enfermeiros, que ali se encontravam em lazer, e que realizaram as primeiras manobras de reanimação. O INEM prosseguiu as manobras, mas sem sucesso.

Socorro demorou mais de uma hora
Hernâni Carvalho, comandante dos bombeiros de Salto, realça o facto de o socorro, devido aos acessos, ter demorado mais de uma hora. "Está na hora de se olhar de forma séria para o socorro no Gerês, como ocorreu na serra da Estrela", alerta o responsável.

Elisa Afonso era estagiária nos bombeiros e, de acordo com uma nota do presidente da Câmara de Montalegre, "uma jovem com uma conduta social exemplar".
Ver comentários