Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
2

Jovem mata namorado à facada e fica presa durante 16 anos

Bruna Gonçalves foi condenada por assassinar o namorado, de 21 anos, em outubro de 2017, em Fafe.
Liliana Rodrigues 4 de Agosto de 2020 às 08:48
Bruna Gonçalves foi condenada a 16 anos de prisão
Luís Rodrigues tinha 21 anos
Bruna Gonçalves foi condenada a 16 anos de prisão
Luís Rodrigues tinha 21 anos
Bruna Gonçalves foi condenada a 16 anos de prisão
Luís Rodrigues tinha 21 anos
O Tribunal da Relação de Guimarães decidiu manter a pena de 16 anos de cadeia à mulher que foi condenada por matar o namorado, Luís Rodrigues, de 21 anos, em Fafe, com uma facada no pescoço, após mais uma discussão violenta entre ambos, em outubro de 2017.

Bruna Gonçalves, de 25 anos, recorreu da decisão de primeira instância, que a condenou por violência doméstica e pelo homicídio qualificado do namorado, do qual tinha ciúmes doentios. Alegou que, por não ter antecedentes criminais, ser ainda jovem e ter demonstrado arrependimento - além de todas as circunstâncias em que praticou o crime, num ambiente de violência doméstica mútuo - a pena deveria ser reduzida para 13 anos de prisão.

Os desembargadores não colheram os argumentos da arguida e mantiveram a decisão. "Ao ligar para o INEM, procurou sim a arguida eximir-se à sua responsabilidade. Nenhum arrependimento ficou demonstrado, sendo certo que a arguida nem sequer interiorizou a gravidade e desconformidade da sua atuação, não admitiu os factos que lhe vinham imputados", pode ler-se na decisão do Tribunal da Relação de Guimarães, de 208 páginas, consultada pelo CM.

"O modo de execução dos factos consubstanciadores do crime de homicídio e a motivação que lhes esteve subjacente, inculcam, sem dúvida, uma personalidade violenta, insensível, com incapacidade de controlar os seus ímpetos", refere a decisão da Relação.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)