Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

Juiz Carlos Alexandre critica fontes anónimas no caso de Tancos

Esta quarta-feira, é ouvido o atual diretor da PJ.
Tânia Laranjo 18 de Fevereiro de 2020 às 08:19
O juiz Carlos Alexandre
Juiz Carlos Alexandre
O juiz Carlos Alexandre
Juiz Carlos Alexandre
O juiz Carlos Alexandre
Juiz Carlos Alexandre
O ex-diretor de investigação criminal da GNR, Amândio Marques, disse em tribunal desconhecer qualquer pacto de silêncio com a Polícia Judiciária Militar que envolvesse a colaboração na investigação do furto das armas de Tancos.

Na sessão de segunda-feira, da fase de instrução do processo do caso das armas roubadas, e depois recuperadas, dos paióis da base militar de Tancos, o juiz realçou a estranheza dos primeiros documentos darem conta de que a denúncia de um assalto iminente vinha de uma fonte anónima e depois a procuradora da República do Porto ter assumido que afinal se tratava de ‘Fechaduras’.

Esta quarta-feira, é ouvido o atual diretor da PJ.
Tancos Carlos Alexandre GNR Amândio Marques Polícia Judiciária Militar política defesa
Ver comentários