Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

Ladrão de 19 anos confessa roubos violentos em tribunal

Num dos casos diz que grupo fez levantamentos superiores aos descritos na acusação.
Nelson Rodrigues 18 de Dezembro de 2020 às 08:36
A carregar o vídeo ...
Num dos casos diz que grupo fez levantamentos superiores aos descritos na acusação.
Ao coletivo de juízas do Tribunal de São João Novo, no Porto, o ladrão, de 19 anos, que está em prisão preventiva, assumiu ter cometido os cinco assaltos violentos pelos quais começou esta quinta-feira a ser julgado com mais seis comparsas. Confessou ter assaltado dois taxistas e que um deles foi trancado na mala do carro durante 20 minutos.

Porém, contestou o valor de 400 euros que o grupo lucrou com o roubo e que está descrito na acusação. Diz que, afinal, os levantamentos feitos com o cartão de multibanco da vítima foram de 1260 euros. “Fomos a três multibancos com três cartões diferentes. A quantia é bem superior à apontada”, afirmou.

Outra das situações que assumiu ocorreu em outubro do ano passado. Contou que participou nas agressões a um jovem estudante de doutoramento - que foi obrigado a revelar os códigos do cartão de multibanco com os quais os ladrões fizeram levantamentos e compras num valor que ultrapassa os 25 mil euros. A vítima foi sequestrada durante quatro horas. Às magistradas confessou também ter assaltado um casal, na serra do Pilar, em Gaia, a quem roubou, com os cúmplices, um BMW, assim como um motorista da Uber.

Além deste arguido há ainda um outro que está preso. Três estão em casa com pulseira eletrónica e dois estão em liberdade. Respondem por roubo agravado e sequestro.
Tribunal de São João Novo Porto crime lei e justiça tribunal
Ver comentários