Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal

Mãe que abandonou filho no Cacém está arrependida e quer bebé de volta

Mulher foi constituída arguida no processo e ficou em liberdade, com termo de identidade e residência.
Francisca Genésio 19 de Setembro de 2020 às 01:30
Bebé abandonado junto a instituição religiosa no Cacém
Bebé abandonado junto a instituição religiosa no Cacém
Bebé abandonado junto a instituição religiosa no Cacém
Bebé abandonado junto a instituição religiosa no Cacém
Bebé abandonado junto a instituição religiosa no Cacém
Bebé abandonado junto a instituição religiosa no Cacém
A mulher que na terça-feira à noite abandonou o filho, com menos de um mês, junto à Igreja Evangélica Baptista do Cacém, no concelho de Sintra, foi constituída arguida no processo e ficou em liberdade, com termo de identidade e residência.

A medida de coação menos gravosa foi-lhe aplicada pelo Ministério Público, depois de se ter entregado no Hospital Amadora-Sintra, na companhia de uma assistente social. Perante a identificação, o posto policial da unidade hospitalar contactou a Divisão Policial de Sintra e a mulher foi levada para a Esquadra do Cacém.

Em declarações às autoridades, a mulher admitiu que está “arrependida” e que está a passar por “graves dificuldades económicas após ter sido despejada da casa onde vivia”, avançou ao CM fonte oficial da PSP. A mãe pretende ainda recuperar a guarda do bebé, que está bem de saúde. O menino chegou a ser transportado para o hospital, estando agora numa família de acolhimento no concelho de Sintra.

Na alcofa onde foi deixado, além de vários produtos de higiene e leite, encontrava-se também uma carta, escrita à mão, a explicar o abandono.
Cacém Igreja Evangélica Baptista do Cacém Sintra questões sociais demografia saúde tratamentos hospitais
Ver comentários