Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
5

Mandante de massacre do Meia Culpa é arrumador de carros

José Queirós diz que vive de reforma de cerca de 200 euros e de “umas moedinhas”. Cumpriu 20 anos de cadeia.
Ana Isabel Fonseca 4 de Janeiro de 2020 às 01:30
Mandante de massacre em boîte sai da prisão e torna-se arrumador de carros
Mandante de massacre em boîte sai da prisão e torna-se arrumador de carros FOTO: TVI
José Queirós, mandante da tragédia na boîte Meia Culpa, em Amarante, saiu da cadeia há quase dois anos e desde então é arrumador de carros. Cumpriu 20 anos de prisão por ter ordenado, a 16 de abril de 1997, o massacre que levou à morte de 13 pessoas. Agora, aos 71 anos, José tem uma pequena reforma, à qual junta o dinheiro que ganha num parque na cidade amarantina.

"Eu tinha tudo na minha vida, hoje não tenho nada. Só tenho roupa para vestir, 200 e poucos euros de reforma e umas moedinhas que me vão dando aqui", afirmou José Queirós, em declarações à TVI, dando conta de que se sentia melhor na cadeia.

Apesar de ter cumprido a pena de cadeia, José Queirós nunca assumiu a culpa pelo crime. Na altura em que saiu em condicional, o seu advogado deu conta disso mesmo.

"O meu cliente admite que deu dinheiro para que fossem destruídos mobiliário e equipamento do Meia Culpa, mas nunca foi equacionada a utilização de gasolina. Além disso, devia ter sido tudo feito quando o espaço estivesse fechado. Ele não sente, por isso, que a responsabilidade das mortes lhe seja imputável", disse Pedro Miguel Carvalho.

José Queirós - que foi condenada à pena máxima de 25 anos - era dono do Diamante Negro, uma boîte rival do Meia Culpa. Foi devido a essa disputa que contratou três homens para destruírem o espaço. Também eles foram condenados, mas já estão todos em liberdade. As famílias das vítimas ainda não receberam os 1,5 milhões de euros de indemnização.
José Queirós Meia Culpa Amarante crime lei e justiça polícia crime julgamentos
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)